25 anos e contar

Descubra algumas informações interessante sobre a empresa e sobre o percurso da Red Bull ao longo dos últimos 25 anos.

Como tudo começou

Inspirado pelas bebidas funcionais do Extremo Oriente, Dietrich Mateschitz fundou a Red Bull em meados da década de 1980. Criou a fórmula da Red Bull Energy Drink e desenvolveu o conceito de marketing único da Red Bull. Em 1987, no dia 1 de abril, a Red Bull Energy Drink foi vendida pela primeira vez no mercado da Áustria. Este foi não só o lançamento de um produto completamente novo, foi de fato o nascimento de uma categoria totalmente nova de produtos. Atualmente, a Red Bull está disponível em mais de 165 países e foram consumidos até agora mais de 35 mil milhões de latas de Red Bull até à data.

Em 2012 vendemos 5,2 BILHÕES de latas.

Os pontos altos do ano de 2012 da Red Bull foram ganhar os campeonatos de construtores e pilotos da Formula 1 – conquistando os dois títulos pelo terceiro ano consecutivo – assim como a missão "Red Bull Stratos", altamente bem sucedida.

8,966Empregados

No final de 2012, a Red Bull empregava 8.966 pessoas em 165 países - comparando com o final de 2011, quando tinha 8.294 empregados em 164 países.

Em 165Países em todo o mundo

A Red Bull está nos mercados da Europa Ocidental, EUA, Brasil, Japão, Índia e Coreia do Sul, concentrando-se em simultâneo na implantação das Red Bull Editions a nível mundial. O crescimento e o investimento – como é habitual na Red Bull – continuarão a ser financiados pelo fluxo de tesouraria operacional.

0,159Crescimento da empresa

Foi vendido um total de 5.226 mil bilhões de latas de Red Bull em todo o mundo em 2012, representando um aumento de 12,8% em relação a 2011. Devido aos preços mais elevados e às flutuações cambiais, o volume de negócios da empresa aumentou 15,9%, de 4.253 mil bilhões de euros para 4.930 mil bilhões de euros. Em termos de vendas, receitas, produtividade e lucro operacional, os valores registados foram os melhores da história da empresa até agora. Esses valores positivos podem ser atribuídos às vendas extraordinárias na África do Sul (+52%), Japão (+51%), Arábia Saudita (+38%), França (+21%), EUA (+17%) e Alemanha (+14%), à gestão eficiente dos custos e ao investimento em curso da marca.

Explore o mundo por trás da lata